31 de maio de 2019

Energias que movem o mundo


No âmbito do programa Eco-Escolas e subordinado ao tema “Energia” foi dinamizada na passada quinta-feira, 30 de maio, em colaboração com a Biblioteca Escolar, uma iniciativa de sensibilização dos alunos para a problemática das fontes de energia, com particular relevo para o confronto entre energias fósseis e energias limpas e para a poupança de energia a nível doméstico nas diversas atividades do quotidiano. Na ação participaram alunos do 9.ºD, 9.ºB e 8.ºA  que apresentaram uma dramatização sobre as diferentes fontes de energia e sobre os seus consumos (9.ºD), divulgaram o novíssimo canal Youtube do Eco-Escolas, com vídeos sobre dicas de poupança (9.ºB) e apresentaram e explicaram maquetas sobre as diferentes formas de energia (8.ºA).  
A notícia completa pode ser encontrada na plataforma dos Jovens Repórteres do Ambiente em https://jra.abae.pt/plataforma/artigo/impactes-das-energias-que-movem-o-mundo/?cred_referrer_form_id=482






30 de maio de 2019

És tão livro!

Muitos são os livros levados diariamente da BE para as salas de aula pelos docentes (sobretudo de Português e de Introdução à Política). Para facilitar o transporte, o Departamento de Línguas decidiu oferecer dezasseis novos sacos com frases muito sugestivas o que muito agradecemos!
Ora vejam!






28 de maio de 2019

Dia de aulas ao ar livre

Na passada quinta feira, 23 de maio, celebrámos, nos espaços exteriores da nossa EB 2/3, o "Dia de aulas ao ar livre". Esta iniciativa nasceu no Reino Unido, em 2011, pela ação de Anna Portch, com o apoio de professores e educadores do London Sustainable Schools Forum (LSSF), para incentivar as escolas de Londres a ensinarem ao ar livre e a comemorarem a educação ambiental, pretendendo promover a importância da aprendizagem experiencial e o desenvolvimento das crianças num ambiente lúdico. É que brincar ao ar livre é fundamental para a aprendizagem de valores como a resiliência, o trabalho em equipa, a liderança, a criatividade e o desenvolvimento motor. Brincar é essencial para o desenvolvimento saudável das crianças, o que significa que deve ser uma parte a valorizar todos os dias. Aprender ao ar livre, ou “aprender fazendo”, cria memórias duradouras e deixa as crianças construírem uma maior consciência do ambiente, criando mais oportunidades para pensarem de forma independente e se sentirem mais envolvidas com a aprendizagem.
Tendo em conta todos estes pressupostos desafiámos vinte e seis turmas (de acordo com os seus horários e disciplinas) com os seus professores respetivos, a responderem a nove perguntas (sobre os benefícios da leitura, sobre as árvores existentes no recinto escolar e sobre a Comunidade Europeia) que estavam inscritas em outros tantos QR Code escondidos no vasto recreio da nossa EB 2/3. Os alunos destas turmas, organizados em grupos de quatro (ou cinco) elementos com nomes muito sugestivos ("As Poderosas", "Os Pernetas", "Não Sei", "Batatinhas", "Já foste", "Só gente linda"...) andaram, literalmente, de telemóvel na mão, tentando cumprir todas as etapas. Foi, de facto, um dia de aprendizagem ao ar livre!
Que venha o próximo!



17 de maio de 2019

Ufa! Exames!!

Muito em breve começarão os exames para os alunos do 9.º ano, finalistas que são na nossa EB 2/3. Assim sendo, o Serviço de Psicologia e Orientação (SPO) da nossa escola, através das suas psicólogas, as doutoras Oriana Fernandes e Raquel Regadas, em colaboração com a BE, resolveu promover no dia 16 de maio, em mais um "Às quintas na BE", e à semelhança do que tem sido hábito nos últimos anos, um workshop (dividido em seis sessões, tantas quantas são as nossas turmas de 9.º ano) subordinado ao título "Gestão da ansiedade nos exames nacionais". Ao longo do dia os alunos foram convidados a perceber os comportamentos típicos de quem está ansioso, a aprender a desenvolver técnicas de autocontrolo e a utilizar, de forma mais eficiente, o tempo de estudo.






Dia da Europa

No contexto da comemoração do Dia da Europa, a 9 de maio, a nossa EB recebeu, no dia anterior, por iniciativa conjunta do Clube Europa da nossa escola e da BE, o professor Carlos Graff, do Centro Europe Direct, núcleo do Tâmega, Sousa e Alto Tâmega, para nos lembrar algumas das etapas decisivas da comunidade europeia da qual fazemos parte. Assim, entre muitos outros aspetos, foram referidos os vários tratados já assinados e diversas curiosidades deste "clube" constituído por 28 membros. Durante a apresentação, os alunos presentes foram tomando consciência da dimensão, importância e oportunidade desta realidade.