20 de setembro de 2011

António Alves Redol nasceu em Vila Franca de Xira, a 29 de Dezembro de 1911 - e faleceu em Lisboa a 29 de Novembro de 1969, foi um escritor considerado como um dos expoentes máximos do neo-realismo português.
Cedo começou a trabalhar dada a natureza modesta da sua família. Parte para Angola, aos 16 anos, procurando melhores condições de vida, regressando a Portugal três anos depois.

Introduziu o neo-realismo em Portugal com o romance Gaibéus (1939), nome dado aos camponeses da Beira que iam fazer a ceifa do arroz ao Ribatejo, em meados do século XX.

O seu último romance, Barranco de Cegos, de 1962, é considerado sua obra-prima e afirma sua nova fase, em que a intervenção política e social é posta em segundo plano, dando lugar a um centramento nas personagens e na sua evolução psicológica, de cariz existencial.




Contador de visitas

Pesquisar neste blogue

Acerca de mim

Serve para divulgar notícias, datas importantes, resultados de actividades, etc.

Concurso

Página no Agupamento

Página de Facebook